Verborragia curricular acadêmica


Como é possível estudar #zoologia sem #botânica? #ecologia Como se fala de #ecossistema sem #geografia? Que respaldo tem um geógrafo sem a #História? Pra que serve a História sem a #Sociologia? Como se entende sociologia sem #Filosofia? Pra que filosofar sem #metafísica? Como testar a #Física sem conhecimentos de #Química? Aprendendo química, quem não se interessa por #Psicologia? Por que psicólogos não pedagogos? Mais #pedagogia e menos #demagogia, por favor!
Dwsz

Anúncios

A humanidade e a monogamia, uma breve análise leiga (introdução-convite a pesquisa)


Atividades monogâmicas são obviamente incompatíveis com a bissexualidade. Assim sendo, a homossexualidade (que fere os princípios reprodutivos) ainda é mais tolerável que a bissexualidade (que fere os princípios monogâmicos do matrimônio, muito mais valorizados).

Por muito tempo os homossexuais foram discriminados por lhes serem atribuídos a depravação, a vulgaridade e a promiscuidade. O primeiro paradigma quebrado foi o da perversão, levando à substituição do sufixo “-ismo” (de conotação patológica) pelo sufixo “-idade” (de conotação comportamental).

O ideal monogâmico explicaria a imposição ou da heterossexualidade ou da homossexualidade (e seus decorrentes conflitos egodistônicos) na teoria da “bissexualidade natural”, que diz que, não fossem os padrões impostos por uma sociedade ou cultura, ou “livremente”, a maioria das pessoas seria bissexual.

Dwsz

Eike Sensacionalismo!


SOMOS TODOS IGUAIS PORQUE SOMOS TODOS DIFERENTES. MESMO NAS DIFERENÇAS SOMOS SEMELHANTES E MESMO NAS SEMELHANÇAS SOMOS DIFERENTES. ISSO É TÃO DIFÍCIL QUE EU PRECISO PERGUNTAR: POR QUE NÃO PODEMOS APENAS “SER”?
Que nojo desses homossexualistas!!! Mas o que importa é fazer a propaganda bem feita, veicular massivamente e vender (MUITO) o produto.
Admito que não sou fã de quadrinhos (mas coleciono Luluzinha e tenho as 13 primeiras edições de Blade – A lâmina do imortal) mas não entendo a necessidade de declarar a orientação sexual de um super-herói. Aliás, eu não entendo a necessidade de declarar a orientação sexual de ninguém – exceto quando da inscrição em sistemas de cotas para subcompetentes, onde o máximo de discriminação é necessário. Dificilmente alguém vai me convencer que, “naturalmente”, as pessoas são bissexuais mas costumam assumir uma das posições dicotômicas da sexualidade devido a pressões da sociedade. Defendo que o mesmo motivo faça as pessoas dormirem à noite e passarem o dia todo acordadas (coisa que, pra mim, é uma tortura).
Tá, tudo bem, o super-herói, além ou apesar de ser um qualquer-coisa muito frustrado (por isso usa fantasias para esconder sua identidade) ainda tem uma vida social. Se tem vida social, também “conhece pessoas”. E que diferença faz se essas pessoas são do mesmo sexo, de sexo diferente ou de “difícil definição”? Claro que isto é uma pergunta retórica: faz toda diferença na campanha de marketing!
De novo, eu tenho nojo dessas coisas, então prefiro não comentar muito mais. Acho apenas que os marketeiros e os que contratam seus serviços deveriam ter mais respeito pela humanidade. Sim, claro que devem haver personagens gays nas estórias, afinal isso é uma condição restritiva (a dicotomia) que cabe aos humanos. Mas também cabe aos humanos fugir de condições robotizantes e isso deve fazer aparecer personagens bissexuais ou de sexualidade não-declarada (apenas para fugir dessa discussão estéril e voltar ao que realmente interessa ou simplesmente pra bater bem forte a porta na cara desses homossexualistas que sequer entendem “psi” da psiqué humana), que não têm emprego formal, que abusam de drogas, que consomem produtos pirata, que não dormem nunca, “greenpeacers”…
O que mais me aborrece mesmo é o objetivo dessas discriminações. Nada além de separar, isolar e segregar as pessoas pode ser esperado como resultado disso. Sim, haverá conscientização das diferenças, mas apenas porque ela é necessária para a segregação. Sinto saudades de uma época em que a propaganda da TV dizia que a cara do Brasil era a cara do mundo, que o provo brasileiro era miscigenado e que isso era motivo de orgulho. Mantenho o desafio aos fashionistas de usar peles: brancas, amarelas, laranjas, vermelhas, rosas, verdes, azuis, marrons (MUITOS TONS DE MARROM), pretas… Essas são as cores da pele humana e uma pessoa normal não tem apenas uma.
Aos homossexualistas peço que mantenham distância porque suas posturas dão-me asco. Aos racialistas peço que tentem ser mais racionalistas. Aos marketeiros… Deixa pra lá.
Dwsz

Spike Lee fez a coisa certa


Depois de assistir ao filme de Spike Lee que foi indicado pela UFBA (Faça a coisa certa), eu fiquei muito inspirado e vi muitas possibilidades de descrever, a partir dele, os conceitos dos três ensaios que eu estou trabalhando: Racialismo e Interculturalidade, Progressivismo (já publicados no Scribd) e O Despertar Tendencioso – Hipnagogia na sociedade (ainda em produção).

Eu não quis desperdiçar toda essa inspiração e decidi escrever sobre isso. Era pra ser um artigo para o DONQQ, mas ficou tão extenso e descritivo que preferi trabalhá-lo melhor para ser o meu terceiro ensaio. Ele serve como aplicação de conceitos já apresentados e também como introdução à hipnagogia.

Bem, é verdade, eu ainda devo demorar um pouquinho para apresentar o ensaio sobre hipnagogia, já que ele pretende falar sobre o uso dessa técnica pela mídia, sua influência na sociedade e como ele ocorre naturalmente no sono “normal”. Então eu ainda vou ter que estudar e observar bastante até lá.

Visite meu perfil no Scribd e faça o download gratuito dos ensaios publicados.

Dwsz.

Assembleia Geral – Ifba Camaçari parte 2


mas os demais cidadãos também têm participação.
Pretende-se fazer acordos com o governo, atendendo a todos os manifestantes da greve que, por serem de muitas categorias, podem fazê-la durar e/ou se repetir muito.
Dwsz

Assembleia Geral – Ifba Camaçari


Para a assembleia geral a ser realizada no campus Camaçari do Ifba, na terça-feira 20 de Setembro de 2011, às 8:00, convoca-se todos os alunos, professores e servidores da unidade. É desejável que compareçam também representantes de outras unidades, tanto do Ifba quanto de outras instituições, que estejam interessados em entender a greve, assim como os pais de alunos.
A greve atualmente instalada é de interesse dos professores, servidores técnico-administrativos e alunos, mas os demais cidadão também têm

Anonymous nas ruas contra a corrupção


Os Anonymous são um grupo ideologicamente bem estruturado, com bases filosofico-socio-políticas fortes. Os que eu encontrei na Praça Dois de Julho podem ser confundidos com intelectuais inquietos.
A manifestação NAS RUAS CONTRA A CORRUPCÃO foi organizada pelas redes sociais e realizada no feriado do 7 de Setembro em várias cidades.
Eles também protestam contra a má destinação das verbas públicas para educação, saúde, transporte e moradia e convidam outros cidadãos incomodados a participar também.
Dwsz

Febrace – “Quem é Louco?” ou “American Waste of Life”?


Astronaut Buzz Aldrin during the first human l...

Image via Wikipedia

Tenho uma proposta deprojeto para a Febrace 2011/12 e preciso de colaboradores. Como orientador já escolhi Theo BArreto, do Ifba, mas devo precisar de um co-orientador e demuitos colaboradores.

O tema seria The American Waste Of Life, mas ficaria muito extenso e devo tratar dele mais tarde. O novo tema “QUEM É LOUCO” está mais próximo e dispensa tantas viagens para abrangência que eu quero.

Muitos autores já dissertaram sobre o tema e isso me dá a opção de fazer “pesquisas sobre pesquisas” mas eu ainda prefiro fazer minhas próprias pesquisas (observe que posso juntar os dois).

Mas o mais difícil mesmo vai ser encontrar alguém que possa colaborar diretamente com o projeto. Vocês leitores podem me ajudar com comentários e sugestões. Farei atualizações regulares por aqui arespeito disso. Aguardo as participações dos leitores e visitantes. Critiquem meu trabalho e sugiram fontes.

Abraço.

Dwsz.