Um jeca nerd?


Dize que a gente é maió depois logo que acorda. Daí tarra eu tirano ûa sesta quano que minha irmã mim acordo com barulho dela tirano a poêra da casa. Dano aquela ispriguiçada bem boa eu bronqueei ela por causa de que da poerada que ela tarra fazeno e ela disse pra eu que eu tava com oi de pexe morto. Aí eu fui falá com o professô e até qui gostei!

– O que é “oi”?

– “Oi” é cumprimento.

– Hmmm! Xô iscrevê aqui: “oi -> unidá de midida” E quanto é “oi de pexe morto” em metro?

Dwsz.

Dê o nome que quiser: upgrade na equipe, espaço para publicidade e recorde de visualizações


O #DONQQ está chegando à sua marca de 18 mil visualizações com mais um grande recorde. Desde que eu decidi começar a inserir publicidade aqui, o índice de visualizações diárias passou a ser igual ao que, até então, era o índice de visualizações mensais.

Estou muito feliz em poder comemorar isso com meus dois colaboradores, o Rafael Requião e o Rodrigo Maia. Nós nos conhecemos no Curso Opção (pré-IFBA) em 2010. Sentindo falta de meninas por aqui, o Rafael convidou a Fernanda Veiga (que ainda não é efetivamente uma colaboradora no blog) e eu ainda estou insistindo com Drika Navarro (também do Opção, mas que ainda não aceitou meu convite). Além desses, o Lucasz Chavez (o Nerd #1) promete uma série de artigos sobre microcomputadores (o garoto se empolga falando no assunto, e é Técnico em Montagem e Manutenção de Micro).

E voltando aos ebusiness, estou avaliando algumas propostas, com espaço para receber outras e com expectativas de boas novidades para todos, particularmente nas redes sociais. Continuem nos visitando sempre porque a equipe está crescendo e as atualizações estão sendo quase diárias (mas, pra compensar o delay, estamos publicando vários artigos no mesmo dia).

Muito obrigado a todos que nos acompanharam até aqui.

Dwsz.

Final do Mundial Feminino de Curling, no Canadá, atinge níveis alarmantes de nerdice


A última pedra

Nesse fim de semana (na manhã dessa segunda-feira, pra dizer a verdade) eu conheci um esporte como há tempos eu não via: era a final do mundial de curling que estava sendo exibida pelo SporTv 2. Foi uma partida sensacional e emocionante.

O objetivo do jogo é atirar pedras em direção a um alvo, em uma pista de gelo de mais ou menos 40 metros. É semelhante a uma das provas daquele programa de gincana do SBT que era apresentado pelo Celso Portiolli, sobre uma mesa onde se atirava discos. O esquema é o mesmo: ir atirando os discos/pedras que vão deslizando em direção ao alvo. Manter a pedra no alvo é ponto para a equipe, tirar uma pedra/disco do alvo retira um ponto da equipe correspondente. Além disso, no curling, só se considera a(s) pedras mais próximas do centro do alvo (que eu chamaria de mosca, mas não sei se o termo é utilizado nesse esporte) sendo um ponto por pedra e parando a contagem na primeira pedra adversária.

A partida foi especialmente interessante porque era uma final com duas esquipes magníficas! Cada jogada era realizada com admirável precisão. E foi justamente essa precisão que decidiu o resultado final, na última pedra do último range!

Foi interessante observar o nerdômetro disparar a cada movimento, a cada gesto das competidoras. Além de necessário calcular minuciosamente a força e a direção do arremesso por uma integrante da equipe, as outras integrantes eram responsáveis por friccionar o gelo com uma espécie de vassoura de nylon afim de induzir ou reduzir a velocidade da pedra ou até mesmo fazer uma leve curva (uma parábola) com ela.

Um jogo simples mas nem por isso fácil, emocionante e surpreendente que se assemelha ao futebol pelo resultado só ser definido no último instante da partida, mas se distancia absurdamente por abolir o fator sorte e, o mais óbvio de tudo, ser um ESPORTE de EQUIPE (duas coisas que o futebol deixou de ser há pelo menos duas décadas).

Além de tudo eu finalmente descobri um macete para diferenciar a Suíça da Suécia (justamente os times que jogaram a final desse mundial de curling). É muito simples: a abreviação de Switzerland é “SWI”, que se aproxima de “Suíça”, e a abreviação de Sweden é “SWE”, que se aproxima de “Suécia”. E assim se resolve um problema que me acompanhou por anos.

Dwsz.

Aspirações e pendências para o próximo vestibular da UFBA


Vou precisar me preparar muito bem nos próximos quatro anos para o vestibular da Ufba. O peso das disciplinas Matemática, Física e Química, para o curso de Engenharia da Computação, é muito alto.
Caso a minha opção seja por Artes Plásticas, será necessário conhecer bem a História da Arte. Mesmo para a primeira opção, será interessante aprender sobre o assunto extracuricularmente.
São aspirações minhas que também servem de sugestão a outros candidatos.
Dwsz.