A semente que faltava na banana


O grande número de categorias (algumas, inclusive, duplicadas) despertou a atenção para a necessidade de condensar melhor a catalogação de artigos. Admito que, na época em que eu publicava sozinho aqui, criei algumas “criativas” mas que provocam dúvidas nos colaboradores e definitivamente não depertam a curiosidade dos leitores não gerando, assim, mais visualizações.

Há também um grande número de publicações não categorizadas e/ou sem tagueamento, o que inibe a visualização – já que não aparecem nos resultados de buscas e o leitor precisaria navegar através de muitas páginas “ateriores”. Boa parte disso foi por negligência e pode ser precebido principalmente nas publicações com data anterior a Outubro de 2010 (quando eu comecei a comemorar cada visita e a blogar com mais compromisso). Até então a atividade não passava de um passatempo ou válvula de escape.

Depois de um longo período com o tema de férias (coqueiros, praia) decidi voltar ao tema “banana não tem semente”. Primeiro porque aquela imagem era muito pesada, tornando o carregamento impossível em conexões lentas. Segundo porque foi essa a ideia que me inspirou na criação no blog e o Banana Smoothie seguiu como tema do #DONQQ, sendo muito elogiado (apesar de não ter sido criado por mim, mas escolhido em uma lista do próprio WordPress, aceitei os elogios ao meus bom-gosto), até eu finalmente decidir mudar para um tema de férias (e o Requião, digamos, “calibrou” o que eu tentei transmitir). Apesar não ter usado aquela frase como slogan, as bananas se tornaram referência (e sua ausência, estranhamento) para o blog daquele menino polêmico, que reclama de tudo e até brigou com uma igreja interia porque o pastor comparou a famigerada “semente de mostarda” com uma suposta “semente da banana”.

Identidade é tudo nessa vida. Identificar e ser identificado define como vai ser a sua vida, mesmo que “vida” esteja no sentido figurado (como para uma marca, produto ou blog).

Ah! Antes que eu esqueça: banana não tem semente.

Dwsz.

P.S: infelizmente o tema Banana Smoothie não está mais disponível, sendo Fruit Shaake o tema compatível sugerido pelo sistema.

O que é que eu vou ler?


As férias estão chegando e, para passar o tempo, há diversas opções. Para os clássicos, uma boa leitura em um lugar calmo é de longe a melhor escolha. Aos clássicos da nova geração, essa leitura será através de um computador – seja ele um desktop, um laptop, um tablet ou até mesmo um (not so) smartphone.

Todos esses “novos clássicos” encontrarão diversas opções de leitura em sites como o Scribd. Caso ainda não tenham certeza do título que querem ler, encontrarão sugestões e comentários em sites como o Skoob.

É, sendo assim a maior dificuldade vai ser escolher o local e a plataforma para essa tarefa. Mas isso também pode ter inúmeras variáveis, e deixarei essa discussão para depois.

Abraço,
Dwsz.

Novo DONQQ


Gostaria muito de agradecer a cada visitante por essas 10.000 visualizações que comemoramos essa semana. É com muito entusiasmo que eu constato o crescimento do DONQQ em visitas e em equipe.
Semana passada o Rafael Requião finalmente aceitou meu convite e agora é editor do blog (com privilégios de co-administrador, diga-se à miuda).
Ainda estou investindo em outros convites e já iniciei uma série de postagens visando as férias.
Continue participando e acompanhado as novidades por aqui. Grande abraço.
Dwsz

As portas da casa mais vigiada do Brasil estão abertas para mim


Portal Rede Globo

Image by kenjiys via Flickr

As inscrições para o BBB12 já estão abertas. Eu iria meinscrever para o BBB11 mas, além de perder o prazo pra produção do vídeo, me preocupei mais com os concursos que já comentei.

Tenho certeza de que o personagem Dãglas, de Insensato Coração, foi inspirado no meu artigo sobre o nome de origem escocesa (Douglas – Dubhglas), uma declaração da Rede Globo para mim.

Umdos concursos deixou de meinteressar logo no começo do ano e eu desisti. O outro foio Ifba, onde eu posso aproveitar as férias ou trancar a matrículapor um ano.

É isso pessoal, as portas estão abertas, escancaradas para mim. Vou mepreparar para essa seleção e o processo vocês acompanham por aqui,na minha volta ao DONQQ.

Dwsz.

30 dias que fazem os outros 335 passarem rápido.


Hoteis Othon

Hoteis Othon

Com diárias a partir de R$170,00 no Othon Palace Fortaleza (CE), a rede Othon Hotéis, em publicidade veiculada hoje, 07 de Julho de 2009, Quinta-feira, no Jornal A Tarde de Salvador, no caderno 1 página A9, implora àqueles que tinham planos de se hospedar em qualquer de seus hotéis que não o façam.

Tendo o foco naqueles que planejam viajar e passar os 30 dias das férias de Julho, o Othon não quer seus apartamentos ocupados. Provavelmente por causa de certa pandemia conhecida como gripe do porco, gripe suína, gripe mexicana ou Influenza A (H1N1).

Infelizmente a mesma propaganda não está no site. Tão curioso quanto a sinceridade da propaganda, que diz que esses 30 dias seriam os piores do ano, custando a passar, fazendo parecer um prazo mais longo do que os outros 335 dias que compoem o resto do ano; tao curioso quanto isso é a chamada na página principal, lá em cima, na barra de identificação do navegador: “O seu jeito de ficar bem”. Isso é contradição.

Quer mais um motivo pra não se hospedar lá? O atendimento é ruim. Imagine, se alguém já te trata mal pelo telefone, como será pessoalmente? Ah, perdão. Isso não é mais um motivo, é redundância. O que acabo de indicar já está implícito na própria publicidade no jornal.

Explico: ao ligar para o número indicado 0800-725-0505 e tentar verificar onde estava o erro, descobri (DE NOVO) que erro estava em mim; em acreditar que havia um erro. O atendente me confirmou que tudo era verdade da seguinte forma: – – –

Exatamente. Quando pedi que esperasse um pouco, para que pudesse anotar o número que ele iria me passar (hm… sei… o número existia?) imediatamente percebi um silêncio. Uma mensagem no visor dizia “Chamada Encerrada”.

Veja: pelo telefone eles podem desligar na minha cara. E pessoalmente? Os mais educados entre os seus funcionários, obviamente, vão dizer “um minuto” seguindo de “um  minuto” e de novo “um minuto”.

Publicitário e contratante, ambos deveriam receber um prêmio pelo trabalho. Hoje em dia é raro ver uma empresa com tanta transparência.

MEUS PARABÉNS À EQUIPE OTHON HOTÉIS, PELA TRANSPARÊNCIA EM SUA PEÇA PUBLICITÁRIA. Já não digo o mesmo pelo compromisso, atenção, objetividade, educação, atendimento…