Leitor de mídia digital


Eu tenho dito ultimamente que sou preguiçoso na leitura. Isso não é totalmente honesto. É fato que eu escrevo muito mais do que leio… Mas essa “preguiça” de ler e de pensar provém da internet, é coisa da “Era da Informação”.

Ora, é muito simples. Uma vez que há informação demais em toda mídia, é oferecido e misturado o útil, o fútil e o inputil. Aquilo que não tem conteúdo vem tudo de uma vez só. Quando há pouco conteúdo, vem em duas partes e carregar a segunda pode ser perda de tempo. O fútil continua sendo entretenimento, que pode ser o objetivo ou um leve escape para manter o bom-humor e melhorar a produtividade. O útil precisa apresentar seu melhor conteúdo na primeira chamada, convidando o leitor a navegar de página em página (mantendo o bom-humor para garantir a produtividade e, de vez em quando, perdendo preciosos segundos com alguns comentários bobos).

As coisas não mudaram muito do speculo XX ao XXI, na Teoria da Informação ou na Prática da Comunicação; o que mudaram foram os meios. Os jornalistas do século passado passavam horas lendo artigos de colegas em jornais e revistas, lendo livros impressos… E por isso “liam muito”, o que se denunciava nas “bolsas” sob as pálpebras. E eu digo que não leio porque só pego em papel pra escrever?

Assim como aqueles jornalistas, eu produzo mídia: sou bloggeiro, facebookeiro e twitteiro. E para produzir material autoral, ter minhas próprias ideias, eu preciso ler. Mas como, se eu mal toco nos livros da minha estante? Os livros na estante são mídia impressa, do século XX. Ainda é útil (MUITO útil) mas a minha mídia é a digital e, de fato, eu leio bastante material digital. Queira ou não queira, é através de textos na internet que eu me comunico com as pessoas, é nos sites e blogs que eu encontro as informações que procuro. Então eu leio muito, mas não posso contar quantas páginas por dia porque essa leitura não é em papel.

E ainda vai ter (mais) alguém querendo dizer que eu sou viciado em computador ou internet? A discussão vai ser feia.

Dwsz.

Anúncios

Como aumentar a visibilidade do blog


 Talvez eu ainda não tenha chegado aos níveis de escrever um livro de autoajuda para novos blogueiros. TALVEZ ainda não. Mesmo assim eu vou indicar métodos práticos, gratuitos e realmente eficazes para fazer um blog crescer. Acompanhe:


1- Use sempre o mesmo nome, seja o de batismo ou o pseudônimo. Se houver um nome de grupo, use-o associado ao seu quando o representar.

2- Participe de bate-papos com famosos (o bate-papo do Uol, por exemplo) usando esse nome. Esse é um grande segredo para fazer crescer a sua própria imagem na web, já que algumas dessas conversas são reproduzidas em outros sites (com referência principal à celebridade, mas os nicks dos participantes são listados).

3- Faça publicações frequentes. Se possível, mais de uma por dia. Também podem ser artigos copiados de outras páginas se você indicar as fontes.


4- Nunca esqueça de adicionar as tags. São elas que vão trazer seus visitantes direto dos sites de pesquisa.

5- Integre seu blog a outros serviços de mídias sociais como TheGoodBlogs, Facebook, Twitter, FriendFeed… pois isso aumenta a visibilidade automaticamente. Se os serviços forem integrados entre si, esse aumento é potencializado.


6Indexalize sua página no Google e estará tudo pronto. Divulgue tudo isso entre as pessoas próximas e acompanhe o crescimento com a corrente.
Bom trabalho!
Dwsz