Meu pai, ser gay não é crime nem doença


Meu pai,

 

Você sabe que no mundo de hoje a homossexualidade já é bem aceita. Não é nenhuma doença, não é nenhum transtorno psíquico, não é crime. Até a religião ortodoxa está reconceituando “pecado” pra considerar o amor entre duas pessoas.

Hoje em dia alguém só te pergunta “você é gay?” se quiser saber quanto você tem pra gastar, se você vai levar qualquer um ou analisar criteriosamente, se vai comprar o mais barato ou o de melhor qualidade.

Ser gay não significa ser afetado, ser “bicha louca” e “dar pinta” por aí. Até o ator principal daquele seriado que você gostava recusou um pedido pra ir à Rússia por ser gay. Ele RECUSOU! Não foi impedido, não foi barrado nem foi humilhado. Pelo contrário: muita gente aprovou a decisão dele.

Até mesmo uma das minhas irmãs – sua filha – declarou no última dia dos pais, nossa última reunião de família, que é favorável ao casamento entre pessoas do mesmo gênero.

 

Eu não aguento mais viver desse jeito, é muito sofrimento dentro da família.

 

Então, meu pai, por que você não assume seu relacionamento com Ferreira?

Dowglasz.

A humanidade e a monogamia, uma breve análise leiga (introdução-convite a pesquisa)


Atividades monogâmicas são obviamente incompatíveis com a bissexualidade. Assim sendo, a homossexualidade (que fere os princípios reprodutivos) ainda é mais tolerável que a bissexualidade (que fere os princípios monogâmicos do matrimônio, muito mais valorizados).

Por muito tempo os homossexuais foram discriminados por lhes serem atribuídos a depravação, a vulgaridade e a promiscuidade. O primeiro paradigma quebrado foi o da perversão, levando à substituição do sufixo “-ismo” (de conotação patológica) pelo sufixo “-idade” (de conotação comportamental).

O ideal monogâmico explicaria a imposição ou da heterossexualidade ou da homossexualidade (e seus decorrentes conflitos egodistônicos) na teoria da “bissexualidade natural”, que diz que, não fossem os padrões impostos por uma sociedade ou cultura, ou “livremente”, a maioria das pessoas seria bissexual.

Dwsz