O que você quer saber?


Você tem dúvidas ou está procurando sugestões? Envie sua pergunta para dowglasz@gmail.com. Em breve você encontrará um novo blog onde as questões mais pertinentes serão respondidas de forma crítica através de uma análise ampla. Pergunte sobre o comportamento da sociedade, educação, cultura, arte, nomes, música… Não importa, se eu souber a resposta eu vou oferecer da forma mais coerente. Se eu não souber, eu vou procurar pra você.

Aguardo sua participação por e-mail.

Dowglasz.

Podres Poderes finaliza terceiro semestre de Cênicas da UFBA


Somente horas depois me perguntei como alunos ainda do terceiro semestre teriam habilidade para apresentar obras como aquelas. Saí do MAM pensando como aquilo era um digno trabalho de conclusão de curso, visto que eu já tinha assistido a uma peça com esse caráter mas que não me tocou profundamente.

A primeira cena, A Desdita de Prometeu, foi uma escolha perigosa por seu nível de dificuldade. Apesar da ambientação privilegiada a montagem não me surpreendeu, embora eu tenha me impressionado com as expressões corporais. Ok, era pra ser teatro e não balé, deixe quieto.

Em Arlequim – O Servidor de Dois Patrões o tom espirituoso dos gestos (mesmo de um ator com quase todo o rosto coberto por uma máscara) foram tão bem empregados que a tonalidade infantil da caracterização dos personagens menores compromete muito pouco a cena que, aliás, foi a de maior empatia.

O último núcleo apresentou A Mar Otelo e usou o melhor figurino, agraciados pelo sol poente.  Os atores estavam tão absorvidos que somente os personagens se fizeram presentes. Pude vê-los como sapatos novos de couro: um tanto duros, sendo ainda amaciados, mas onde se pode confiar na qualidade.

A mostra Podres Poderes, do módulo III de Interpretação e Direção da UFBA, está sendo exibida de ontem (segunda, 02 de Setembro) a hoje, com reapresentações quarta e quinta, inciando às 16:30 no MAM (que está fechado para visitação devido às reformas).

Dwsz.

 

Big Brother Brasil 13


Um carpete groselha numa kitnet toda branca.

Programa de televisão perdeu 10 anos de oportunidades de ser referência em moda-casa e desenho de intereiores no Brasil.

O programa produzido pela Rede Globo e de propriedade da Endemol, chegou à sua décima segunda edição ainda com muitos adeptos, mas com muitos críticos contra o programa. A verdade é que os televisionários já estão saturados do formato, que é praticamente o mesmo, sem novidades aparentes, desde a primeira edição, há dez anos. Sim, “apenas” dez anos porque o reality show foi exibido no Brasil pela primeira vez em 2002, com duas edições nesse e no ano seguinte.

Em 2013 a emissora exibirá a décima terceira edição, o que se deduz pelas seletivas (que duram um ano inteiro) estarem acontecendo pelo país. Há quem acredite nesse como um número de má sorte, mas estudiosos garantem que é o contrário, particularmente para comunicações. Isso, porém, não interfere na saturação. Vale enfatizar que o jogo oferece premiações milionárias, tanto para os participantes quanto para os investidores (através do retorno oferecido pelo merchandising e campanhas veiculadas nos intervalos do programa). E esses investidores não terão o mesmo interesse se a satisfação em ficar com a TV ligada de terça a segunda das 22:00 às 23:00 for a mesma das tardes de Domingo.

O que o Big Brother Brasil traz de comum entre todas as edições são mudanças na casa: sempre diferente, desde a decoração, passando por todo o mobiliário, até alguns cômodos. Em 2012 tentou-se sugerir uma ducha ecologicamente correta mas a sugestão, na verdade, foi que o “ecologicamente correto” é algo indesejável e obsoleto: era um chuveiro à manivela, que daria certo tempo de água quente de acordo com as voltas que se dava na alavanca. Erro pré-escolar (para evitar ofensas aos estudantes do Ensino Fundamental I, equivalente ao antigo primário) que não deve ser repetido senão pelos comediantes.

Ora, se todo ano a Globo apresenta uma casa nova, inclusive depois de fazer suspense, por que não apresentar algo que seja realmente surpreendente? Quero dizer, surpreendente no bom sentido – já que todos ficam surpresos com as babaquices que são mostradas. O BBB sempre teve tudo pra isso e deveria efetivamente ser um dos momentos mais esperados pelos designers, pela indústria da “moda-casa”, pelos compradores compulsivos de mobília, obras de arte, tintas de parede, pia, torneira, telhado, tapete, almofada, travesseiro… “Big Brother Brasil” deveria ser um “Fashion Home & Design” da TV brasileira. Aliás, se quiser manter a audiência e a popularidade do programa, é melhor pensar muito bem nisso porque mal chegava a metade da última edição e já rolava abaixo assinado pelas redes sociais pra tirar o programa do ar – independente do episódio “c* de bebo(a) não tem dono” (apesar de alimentado por ele).

Dwsz.

Passeio Virtual: Casa Branca


Se você assim como eu sempre teve vontade de conhecer a Casa Branca (em inglês: White House), mas nunca teve recursos para isso, agora você pode fazer um passeio virtual por partes da residência oficial e principal local de trabalho do Presidente dos Estados Unidos através do Google Art Project que digitaliza grandes construções e museus a partir da mesma tecnologia de visualização do Street View. Além do passeio é possível visualizar as obras de arte e peças do local em alta definição.

Veja em: http://www.googleartproject.com/pt-br/collection/the-white-house/museumview/

Charlie Chaplin em capa de agenda


Para quem é fã de Charlie Chaplin um ótimo presente de fim de ano seria a agenda cultural da Opinião. Em duas opções (Grande – 12,9cm x 20,5cm R$30,00, e Pequena – 10,7cm x 15,2cm R$20,00) as capas são diversas, e o conteúdo traz fotos e poesias.
Entre as diversas capas, como eu sugeri acima, existe a que traz o Charlie Chaplin. Quando a vi lembrei logo dos meus leitores, que tanto o pesquisam, e decidi que precisava informá-los.
Dwsz

Lugar de louco é na rua


Barra Neighborhood in South Zone.

Image via Wikipedia

Nesse sábado, 21 de Maio de 2011, acontece mais uma edição da Parada do Orgulho Louco. A manifestação, que acontece às 10:00 na Barra, em Salvador, é organizada pelos representantes da Movimento Anti-Manicomial.

O evento, que acontece todo primeiro Sábado depois do 18 de Maio (dia da Luta Anti-Manicomial), tem o bojetivo de mostrar à sociedade que os “loucos” não são somente aqueles que rasgam dinheiro; são os artistas que se dedicam à arte, são os médicos que se dedicam à medicina – sim, são os loucos que se dedicam à loucura.

Considerando como “maluco” todo aquele que sofre de algum transtorno mental – psicopatia (psico + patia) = doença mental – temos incontáveis na sociedade, famosos e anônimos. São todos aqueles que que ouvem vozes que ninguém mais ouve, que torcem o pescoço, que não vestem determinada cor, que lavam as mãos o tempo todo, que choram pelos cantos, que riem de tudo e de todos, que falam alto no ônibus e puxam conversa com desconhecidos, que acham que tem alguém seguindo, que não dormem à noite, que só pensam no trabalho, que compram mais do que precisam… Os que acham que pessoas diferentes são perigosas são os casos mais frequentes.

Participam da Parada do Orgulho Louco, muitas pessoas iguais, muitas pessoas diferentes e, claro, muitas pessoas.

Dwsz.

COMO CONSEGUIR DINHEIRO DO SEU PAI QUANDO VOCÊ TEM PLANOS DE TRABALHAR DE FORMA AUTÔNOMA MAS ELE NÃO TE DÁ APOIO TAMPOUCO DINHEIRO PRA ISSO


Saia do quarto e diga “já que eu não vou trabalhar, e nem que quisesse, ME DÁ DINHEIRO PRA COMPRAR PAPEL OFÍCIO E TINTA GUACHE PRA FICAR BRINCANDO DE DESENHAR DENTRO DE CASA?”. Você vai conseguir pelo menos R$15,00.

Funcionou comigo e o dinheiro estava em minhas mãos em menos de 5 minutos.

O exemplo do PAPEL E TINTA funciona principalmente se você tem interesse em ARTES PLÁSTICAS. Mas você pode comprar mais barato e usar o usar o troco para o que você realmente deseja, ou usar uma frase com os objetos que você quer comprar.

Dan.