I still in love with my hair


Eu sei que não tenho atualizado a série. Tenho tido problemas com meus cronogramas.

Breve postarei o que fiz esse tempo todo mas já aviso que não tenho grandes novidades.

Estou pensando em mudar a cor do cabelo mas ainda não tenho certeza sobre as restrições dos Correios, então ainda vou esperar um pouco mais.

O que posso dizer desde já é que o AROVIX COLOR continua deixando meu cabelo com aspecto áspero (efeito palha). Na verdade a máscara intensifica esse efeito – provocado pelas químicas que eu já apliquei. Por ser indicado para cabelos des/coloridos, deveria justamente reduzir a aspereza do cabelo mas, como eu já disse antes, durante a aplicação eu sinto como se o creme “mastigasse” meu cabelo. Utilizei apenas aquela quantidade que separei nas primeiras semanas. Felizmente essa porção já acabou e vou trocar de máscara o quanto antes.

Os shampoos não merecem atenção imediata porque não foram muito bons nem muito ruins. Isso é válido para todos os produtos que usei desde a última atualização.

Resumindo, apenas o Arovix, que foi o motivo da criação desta série, fica “desrecomendado”. Mais vale um fio maltratado na cabeça que tufos e tufos no pente.

See ya!

Anúncios

  1. vc já tentou usar keraton hard colors?
    é relativamente barata, hidrata o cabelo ( é tipo um condicionador), e não sai tão fácil.. eu recomendo muito mesmo!

    • Olá, Alguém. Obrigado por visitar meu blog e, principalmente, por enviar um comentário.
      Sim, eu já tentei usar Keraton Hard Colors. O preço realmente é compatível com o produto e sim, não sai nada fácil. O secador – necessário na aplicação – que eu usei ficou todo manchado. Acabei manchando muita coisa com o produto. E a questão da compatibilidade de preço também é característica importante para ser observada no ato da compra: existem produtos (que, infelizmente, não oferecem as nuances que eu tanto cobiço, mas) não tem preço compatível com a qualidade visto que a qualidade é superior. Esse aspecto está sendo muito importante para mim agora e, por isso, estou pensando em migrar para tons mais naturais. Fiquei um bom tempo com o loiro obtido apenas com a descoloração e – repito – por conta do custo-benefício estou pensando em colorir de algum tom de ruivo, 7.46, 8.26, algo assim, mas não encontro o que procuro em nenhuma prateleira – nem catálogo – e, se eu decidir insistir em colorir os cabelos, devo escolher algo mais fácil como 7.66, mas o que tem me preocupado é a idéia de ter um cabelo colorido artificialmente e, ainda assim, ser comum.

      Resumindo, sou eu que recomendo que você pesquise melhor antes de comprar de novo o Keraton Hard Colors. Valorize seu dinheiro, a menos que você precise mudar a cor do cabelo e não tenha opção melhor. Nesse caso, tome mais cuidados do que o fabricante sugere (a embalagem só faz referência aos cabelos e o mínimo que você pode perder é a vontade de sair de casa, por causa das maos manchadas, podendo perder algo de real valor).

      Por favor, conte-me o que aconteceu depois das pesquisas de mercado. Quero acreditar que eu não sou o único no mundo capaz de perceber a qualidade de um produto apenas comparando o preço e a embalagem, não tão difícil assim e nem precisa ser autista, basta ser alfabetizado e saber somar, subtrair, multiplicar e dividir com números de dois dígitos. Se parecer complicado, peça para uma criança te acompanhar – frequentemente é mais fácil pra elas.

    • Nesta série, ‘I’m In Love With My Hair’, eu estou dando prioridade aos produtos “acessíveis”. Dessa forma, vai ser muito dificil encontrar produtos realmente bons, mas eu parto do princípio de que não é impossível. Por outro lado, considerando que eu vou encontrar muitos muito ruins, dê valor a essas críticas – enquanto consumidor(a) – e evite-os pelos motivos que eu indicar. Os fabricantes que porventura tiverem acesso ao meu blog, certamente verão nessas críticas os aspectos de seus produtos que devem ser melhorados, desprezados ou potencializados.

      Os produtos da Kert são ruins porque são da Kert. Se um produto da Unilever, por mero exemplo, for ruim, basta entrar em contato com a mesma para que o produto seja melhorado o quanto antes. Talvez por isso seja tão difícil (mas não impossível) encontrar produtos Unilever no mercado que tenham qualidade inferior à estimada. A Unilever é, ainda vale lembrar, uma das maiores – por ser uma das melhores – companhias do mundo. Não me impressiona mais experiementar e gostar de um produto e, algum tempo depois, olhar o rótulo e ver a logo do grupo.

      Há marcas consagradas pelo marketing; há marcas consagradas pelo público; há marcas consagradas pela mídia… Há marcas consagradas. [ponto] Encontre-as e economize seu suado dinheirinho – e você economizará porque eles também suam muito para oferecer aqueles produtos, garantindo a qualidade, a segurança e a satisfação do consumidor. Porque sem nós, eles não precisam existir. E é por nós que eles existem.

      O resto é resto não vale nem os farelos das migalhas que os porcos do sítio do velho McDonalds comem. (o velho McDonalds tinha um sitio, iaiaio)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s